Descrições das Sessões

Ver Programa. Ver Espaço Criança.


17 de Julho, quarta-feira

19h00 Plenário Inicial (Salão Greta Thunberg)

Boas-vindas! 🙂 Introdução do programa e do acampamento. Formar equipas de voluntários. Propostas para o Espaço Aberto.

21h00 Festa de Abertura (Palco Marielle Franco)

Espectáculo multimédia: “Há só uma terra!”
Masterclass de Fitness Dance
Concerto: Projecto Bug

18 de Julho, quinta-feira

8h00 Sessão de Yoga e Meditação (Espaço Samir Flores)

10h00 Que floresta num mundo Mais quente e seco? (Espaço Berta Cáceres)

10h00 Plantas para comer e tratar (Espaço Samir Flores)

Babelescola

Os objectivos da oficina são conhecer, transformar e aplicar plantas terapêuticas e medicinais e promover e comprometer os/nos cidadãos, na/a utilização de boas práticas ambientais, facilitando a aquisição de competências promotoras de maior qualidade de vida, saúde e bem estar. Esta oficina incide no conhecimento das urtigas, particularmente.

10h00 Carpintaria e restauro do espaço (Espaço Fernando Pereira)

ABAD

Oficina prática de carpintaria aplicada, em que iremos contribuir para o lindo espaço do acampamento, ajudando a reparar os bancos e mesas de madeira, com apoio de um carpinteiro.

15h00 Movimento antinuclear português: contributos e notas históricas (Espaço Berta Cáceres)

António Carvalho (CES)

Nesta sessão irei apresentar material recolhido no âmbito de projectos de investigação no Centro de Estudos Sociais da Universidade de Coimbra sobre a história do movimento nuclear português e também no seguimento de um projecto internacional sobre a história da energia nuclear na Europa. Irá ser feita uma contextualização histórica do movimento antinuclear português, nomeadamente dos eventos em Ferrel, e da sua importância para as lutas ambientais. Irá também ser feita uma ligação com literatura internacional acerca da particularidade da energia nuclear para os movimentos ambientais em geral. O objectivo é gerar um debate com activistas interessadxs em desenvolver novas estratégias e formas de luta contra todas as dimensões do extractivismo, incluindo aspectos psicológicos.

15h00 Intro Compostagem: Regeneração natural contra a morte dos solos (Espaço Samir Flores)

Catarina R. de Carvalho

Nesta oficina falaremos sobre:
* A dependência da humanidade dos solos e a importância do Solo fértil no equilíbrio e sustentabilidade da Vida.
* A morte dos solos por exaustão, tecnologias agressivas e abuso de agentes de morte como herbicidas e pesticidas.
* A compostagem como um factor de valorização de matéria orgânica e regeneração de solos.
* Os princípios da compostagem tradicional – doméstica e em agroecologia e a abordagem prática à Vermicompostagem.
Teremos ainda uma pequena introdução sobre a importância da compostagem de resíduos sanitários através do uso de WC secas (como as que serão utilizadas no próprio acampamento).

15h00 Crise climática: A nossa casa está a arder (Espaço Fernando Pereira)

Climáximo

Vamos visitar brevemente a ciência climática e as políticas climáticas em Portugal e no mundo. A seguir, vamos focar-nos nas verdadeiras soluções para uma transição justa, detalhadas pela campanha Empregos para o Clima.

17h00 Clima e (in)justiça social: um sociodrama (Espaço Berta Cáceres)

Rita Alegria

Sessão prática de sociodrama com reflexões em torno de noções de justiça e injustiça social no cerne da crise climática.

17h00 Introdução à Desobediência Civil (Espaço Samir Flores)

Climáximo

Nesta oficina, vamos primeiro contar a história da desobediência civil como uma ferramenta estratégica nos movimentos sociais. Depois, vamos introduzir e praticar algumas tácticas que utilizamos nas acções directas não-violentas.

17h00 Escrever a Natureza (Espaço Fernando Pereira)

Margarida Vale de Gato

Escrever a Natureza é uma oficina de escrita criativa com dois exercícios simples para fomentar a reflexão e a criatividade sobre a inter-relação entre homem e natureza, considerando-se o primeiro como um elemento da última. A cultura – designadamente da palavra – será vista como uma parte do grande cultivo do que está dentro e em volta. Pretende-se descentrar a escrita do eu, levando-a para a dinâmica dos elementos, para que de alguma forma a natureza escreva em nós, por nós. 

19h00 Plenário de Acção (Salão Greta Thunberg)

Briefing sobre a acção e as formações de acção + Jogo: “Quem somos? Porque viemos?: um sociodrama como apresentação”

21h00 Concerto: Terra Livre (Palco Marielle Franco)

19 de Julho, sexta-feira

8h00 Sessão de Yoga e Meditação (Espaço Samir Flores)

10h00 Formação de Acção #1: Grupos de Afinidade (Espaço Berta Cáceres)

Como primeira fase da formação de acção, vamos formar grupos de 4 pessoas para estarem juntas durante a acção. Se não tiveres um grupo de afinidade, podes encontrar no Plenário da quinta-feira ou então logo no início desta sessão.

15h00 Formação de Acção #2: Tácticas de massas (Espaço Berta Cáceres)

Na segunda fase da formação de acção, vamos aprender e praticar a táctica de dedos. Esta táctica serve para evitar confrontação com autoridades sem fazer compromissos, focando a nossa acção nos verdadeiros objectivos e numa abordagem não-violenta.
Todas as pessoas que querem participar na acção de desobediência civil devem participar nesta formação.

17h00 Formação de Acção #3: Briefing legal (Espaço Berta Cáceres)

Nesta última parte da formação de acção, vamos apresentar o manual de apoio legal da acção e esclarecer as dúvidas das activistas.
Aconselhamos que cada grupo de afinidade tenha pelo menos um membro a assistir a esta sessão.

17h00 Espaço Aberto (Espaço Fernando Pereira)

Espaço que ficará aberto para os participantes organizarem uma sessão ou oficina sobre uma temática relevante.

19h00 Plenário Especial: A Luta contra Gás Fóssil (Salão Greta Thunberg)

Discussão com participação do Movimento do Centro contra Exploração de Gás e dos Gastivists.

19h00 Briefing de Acção (Palco Marielle Franco)

Briefing sobre a acção para as pessoas que chegaram na sexta-feira e não acompanharam as formações.

21h00 Ensaio com Ritmos de Resistência e Projecção de Filme “Anote’s Ark” (2018) (Palco Marielle Franco)

20 de Julho, sábado

19h00 Plenário Final (Salão Greta Thunberg)

Avaliação colectiva da acção e do acampamento

21h00 Festa de Encerramento (Palco Marielle Franco)

Leituras Poéticas
Fernando Nobre aka Silk (Cais do Sodré Funk Connection)
Jam Session

21 de Julho, domingo

12h00 Almoço partilhado e Assembleia Aberta: “Bajouca sem Exploração de Petróleo e Gás” (Salão Greta Thunberg)

Próximos passos na luta contra a exploração de combustíveis fósseis e contra o furo na Bajouca.


Ver Programa. Ver Espaço Criança.